A PARÁBOLA DO DONO DA ÁGUA

 

 

wd

Há alguns anos atrás, havia uma vila no deserto. A água era escassa e as pessoas valorizavam muito o pouco que tinham. Raramente chovia, mas quando chovia, as pessoas apressavam-se para capturá-la em baldes e potes. Cada pingo era um tesouro. Cada xícara era preciosa.

Por essa razão, o descobrimento da caverna era uma notícia emocionante.

Um dia, um fazendeiro estava cavando buracos para colocar uma cerca. A uma pequena distância abaixo da superfície, ele encontrou uma caverna – não era grande, mas estava cheia de água.

Ele imediatamente desceu um balde, puxou para fora e provou, para seu deleite, água doce e fresca. Ele estava tão emocionado que encheu todos os seus baldes, colocou-os na parte de trás de sua caminhonete e correu para a vila.

“Eu tenho água! Eu tenho água!” ele gritava. As pessoas da vila saíram correndo de suas casas. Quando as pessoas se reuniram, o fazendeiro explicou como ele tinha descoberto o tesouro. Ele anunciou com alegria que tinha o suficiente para todos. “Bebam o quanto quiserem”, ele ofereceu. E então, para a admiração de todos, ele pegou um balde e encharcou um menininho.

“Há em abundância!” ele proclamou. “Aproveitem”. E com isso as pessoas começaram a rir e jogar água umas nas outras. Pela primeira vez pelo que alguém pudesse lembrar, havia água suficiente para todos.

Na rua, no trabalho, na escola, em diversas partes deste mundo existem pessoas que precisam ouvir sobre um Deus que as ama. Muitas delas são pessoas amarguradas, marcadas pela vida, sem paz, sem amor, sem direção,pessoas muitas vezes vistas por muitos como duronas, tristes, solitárias. Na verdade, são pessoas que talvez nunca ouviram uma palavra de carinho, nunca ouviram falar de Cristo, ou até já ouviram, mas não o conheceram realmente.

Nos dias de hoje, vemos a depressão tomando conta de boa parte da sociedade, as crises de identidade não se dão mais apenas na adolescência, pessoas de diversas faixas etárias vivem conflitos interiores e acabam deixando se levar pelos desânimos da vida, chegando a transformar isso em doença.

Nós cristãos temos uma função nesta terra: pregar as boas novas da salvação. Esse foi o ide de Jesus:  E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Marcos 16:15. Já conhecemos a palavra de Deus, somos felizes porque a conhecemos, temos o manual da felicidade em nossas mãos, a Bíblia Sagrada. Isso não significa que não passamos por lutas, mas que temos um instrutor ( Deus) que nos ajuda a vencê-las. Precisamos colocar em prática o ide do Senhor e levar a palavra ao sedento, ao cansado, ao oprimido, aproveitar as oportunidades que temos para falar do amor de Jesus. Somos sal e luz do mundo, nossa missão é levar a alegria da salvação, para que os cativos sejam libertos em nome de Jesus. Que possamos não ficar de braços cruzados ao ver alguém que ainda não conhece a Cristo. A alegria que sentimos deve ser compartilhada, não apenas com nossa igreja que já é conhecedora da verdade, mas com aqueles que ainda precisam conhecer. Não importa a forma que você vai evangelizar, pode ser através de uma música, de um testemunho, de uma palavra de ânimo, com seu exemplo de vida,  o importante é que você o faça. E não se esqueça, Jesus  em breve voltará, e o que você terá feito pra Ele ?

Leia também