A PARÁBOLA DO PADEIRO E O PÃO DE QUEIJO

 

 

pdq2

Dizem que certo tempo atrás existiu um padeiro português, chamado Joaquim, que sonhara a vida inteira em fazer uma viajem de navio para o Brasil. Finalmente resolveu investir em seu sonho. O detalhe é que ele era muito sovina, só de pensar em gastar uma boa quantia de dinheiro, já se aborrecia…

Acontece que sonhos são sonhos, e ele percebia que estava ficando velho demais. Então resolveu viajar. Chamou a esposa e disse:

– “Maria ! Vamos viajar para o Brasil de navio, prepare sua bagagem! As passagens já estão compradas!”

Antes que a mulher pudesse esboçar qualquer reação, completou com firmeza:

– “Viajar, nós vamos, mas não vamos gastar nada dentro do navio, porque lá tudo é caro! Vamos fazer pão de queijo, e levá-los em quantidade suficiente para comermos em toda a viajem!”

E assim foi…

Os dois embarcaram com suas malas e sacolas enormes, cheias de pão de queijo…

No primeiro dia, pão de queijo no café da manhã, no almoço, no lanche da tarde e na janta.

No segundo dia, pão de queijo no desjejum, no almoço, no lanchinho e na jantar…

No terceiro, no quarto, no quinto dia, a mesma coisa, pão de queijo no café da manhã, no almoço, no lanche e na janta…

Chegou uma hora que eles não aguentavam mais sequer olhar para o pão de queijo, quanto mais comê-los!

No último dia de viajem, seu Joaquim deu o braço a torcer:

– “Chega de comer pão de queijo! Vamos para o restaurante participar da ceia de despedida!”

Lá chegando, viram tudo enfeitado, um ambiente maravilhoso. Pessoas simpáticas, bem vestidas, mesas decoradas com arranjos lindíssimos.

Olharam para o centro do Salão, viram uma mesa, reservada com o nome do casal. E naquela mesa estava o capitão, elegante, simpático, sorridente. Sem entender nada os dois se aproximaram…

Imediatamente o capitão se levantou e disse:

– “Seu Joaquim, Dona Maria, que prazer em tê-los aqui! O que aconteceu? Por que o casal não apareceu para fazer as refeições conosco todos os dias? Esta mesa principal estava reservada pra vocês. Fazia parte do pacote da viajem e vocês não pagariam nada para estarem aqui…”

Que ironia! Passaram a viagem inteira se sacrificando, sofrendo, comendo apenas pão de queijo e água enquanto tinha o direito de se alimentar do melhor. De cear com o capitão do navio.

Parece piada de português? Por favor, não ria do casal.. Assim acontece conosco tantas vezes! Passamos a vida inteira comendo pão de queijo e não percebemos que temos um maravilhoso banquete à nossa espera. Vivemos estressados, aborrecidos, preocupados, ansiosos, irados, desesperançados… E não aproveitamos o que Deus nos oferece de melhor. Nos agarramos aos problemas, às frustrações, em nossa auto-suficiência, e não percebemos a ação de Deus em nossa vida. Deste modo, pagamos o preço de nosso afastamento.

Quantos vivem frustrados, decepcionados com as pessoas e consigo mesmo e passam a vida inteira agarrados a sofrimentos e decepções… Passam a vida inteira comendo pão de queijo…

Quantos perdem a esperança, sem saber que rumo tomar se anulam e se entregam. Aceitam comer apenas pão de queijo!

O problema é que, sem visão espiritual, fazem escolhas erradas, sofrem com suas consequências, e acham que a vida é assim mesmo. Sem experiência pessoal com Deus, distorcem sua vontade e acabam achando que Ele quer o sofrimento, que Ele quer sacrifícios.

Passam a vida inteira comendo pão de queijo!

Leia também