A PARÁBOLA DOS VICIADOS EM MURMURAÇÃO

vlh
Conta a lenda que Jesus Cristo resolveu voltar à terra. E decidiu ir vestido de médico. Procurou um lugar para descer e escolheu no Brasil um posto de saúde do sistema SUS. Viu um médico trabalhando há muitas horas e morrendo de cansaço.

Jesus então entrou de jaleco, passando pela fila de pacientes no corredor, até chegar ao consultório. Entrou na sala e falou para o colega que podia ir, que ele iria trocar o plantão dali por diante.

Decidido gritou firme: O próximo!

Em seguida entrou no consultório um homem paraplégico, em sua cadeira de rodas. Jesus levantou-se, olhou para o aleijado e com a palma da mão direita sobre sua cabeça disse: Levanta-te e anda!

O homem levantou-se, andou e saiu do consultório empurrando a própria cadeira de rodas. Quando chegou ao corredor, o próximo da fila perguntou:

E aí como é esse doutor novo?

E o ex-paraplégico respondeu:

Igualzinho aos outros, nem examinou a gente!

Moral da história? Tem gente que já recebeu o milagre, mas nem percebe, pois só vive para reclamar ou botar defeito em tudo…

A murmuração é um dos piores tipos de pecados, pois é diária e diretamente contra Deus. É ofensa a Deus!

Murmuração é um ladrão da alegria. É como um buraco negro que suga toda a luz da vida do crente, que rouba a sua alegria, a gratidão. E a ingratidão é uma sementeira fértil para o desânimo, esfriamento espiritual, e apostasia. Ela entristece o coração de Deus.

Se murmuro, é porque estou olhando para meu desejo ou circunstância e não para Deus e Seus planos ou princípios. Se murmuro é porque não aceito Sua vontade sobre mim. Jesus quer que tenhamos gozo completo e jamais murmuração.

O motivo principal que nos leva a murmurar, ser impaciente, ingrato, é sem dúvida a falta de permanência com o Senhor! Quem não sabe separar tempo para desfrutar da presença de Deus, através da Sua Palavra, da oração, da meditação, do louvor, perde as oportunidades de ver Jesus operar.

Agradecer a Deus por Jesus Cristo e todas as bênçãos que Ele nos traz deve ser nosso principal propósito diário. Quando agradecemos, não há espaço para a ingratidão, a murmuração, ou abatimento: Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. Não apagueis o Espírito (1 ts 5:18,19)

Leia também