AMOR INÚTIL

 

 

blabla

O amor se torna inútil,
Quando, na forma de verbo,
Perde o objeto direto!

O amor se torna inútil,
Quando, na forma de verbo,
É apenas um predicado!

O amor se torna inútil,
Quando, na forma de verbo,
Se volta para o sujeito!

O amor se torna inútil,
Quando, em forma de sentença,
É apenas uma frase!

O amor se torna inútil,
Quando enche mil páginas
E se esgota no mar das palavras!

O amor se torna inútil,
Quando, sob o ritmo dos vocábulos
Se excusa de amar e corrigir!

Amor desamor,
Amor sem amor,
Amor sem pudor,
Amor sem cor,
Amor indolor.

Maldito esse amor!

 

(Geremias do Couto)

Leia também