CRIANÇAS DE ANTIGAMENTE

 

 

1364227434_childrens_playing_holi

As crianças de antigamente subiam em àrvores
e brincavam descalças,
sujavam as roupas com as cores dos sorvetes,
deixando mães de cabelo em pé.

As crianças de antigamente precisavam
e tinham espaço para correr,
perguntavam coisa absurdas, burlavam castigos
e riam de desenhos animados.

Antigamente toda criança tinha um amigo imaginário
e quando amarravam um lençol no pescoço,
acreditavam que assim voariam
e teriam superpoderes.

Viam a piscina do quintal como se fosse o mar.

As crianças de antigamente jogavam bola,
soltavam pipa , rodavam pião
e dentro de um triângulo desenhado na terra
aprisionavam bolinhas de gude.

Aquelas crianças furavam bolos de festas
com o dedo furabolo
e experimentavam o glacê.
E porque falavam alto, quase gritando,
as vezes irritavam seus pais.

Todas temiam o escuro,
mas gostavam de historinhas que dão medo.
Faziam xixi na cama
e tinham horror a banho.

Elas gostavam de por gesso no braço,
para que outras crianças
escrevessem seus nomes e recados.

Eu entendo que criança não deve ficar horas e horas
olhando uma tela de computador ou televisão ,
devem por os pés na terra, no chão.

E criança só deve usar a maquiagem da mamãe
quando pegar escondido.

E criança pode brincar de dirigir o carro do papai,
quando o carro não pode sair do lugar,
na garagem.

Antigamente criança tinha cara de criança.

… E mesmo assim eram felizes. Muito mais felizes que agora!

(Adaptado de Vinicius Garcia)

Leia também