FRACASSAMOS QUANDO…

fracasso

Fracassamos, quando visualizamos a derrota, antes da batalha.

Quando abandonamos a luta, com medo da discórdia.

Quando ouvimos o não, antes da pergunta.

Quando silenciamos, com medo da resposta.

Fracassamos, quando o dia amanhece, na hora que deitamos.

Quando o sono vem, e não nos entregamos.

Quando o medo de sonhar, se transforma em pesadelo.

Quando a vida se dilui, na busca que fazemos.

Fracassamos, quando a chave da verdade, abre as portas da mentira.

Quando lamentamos na chegada, a hora da partida.

Quando o amor vai a leilão, no martelo da cobiça.

Fracassamos, Quando choramos a morte diante da vida…

“Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas? Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós. Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.” (Romanos 8:31-39)

Leia também