VOU DEIXAR DE ME LEMBRAR…

 

 

apagando

A partir de hoje, com a ajuda de Deus, vou deixar de me lembrar de muitas coisas.

Não me lembrarei de alguns traumas da infância.
Daquele professor que zombou de mim em público quando escrevi uma palavra errada no quadro-negro.
Daquela correada de meu pai que atingiu o tumor que eu tinha na barriga.
Da falta de aplicação aos estudos que me obrigou a repetir a série duas vezes.
Das discussões sem fim entre meu pai e minha mãe.
Do suicídio do garoto da minha idade perto da minha casa.
Daquele teco-teco que caiu e matou o piloto.

Não me lembrarei dos pecados anteriormente cometidos, dos pecados ocultos nem dos pecados públicos.
Não há proveito algum nessa lembrança mórbida e desnecessária, pois já chorei por eles e eles já foram confessados, perdoados e removidos.

Não me lembrarei daquela provocação, daquela injustiça, daquela dolorosa afronta que alguém me dedicou.
Vou me esquecer do lugar, da data e das circunstâncias em que o desagravo aconteceu.
Considerarei definitivamente perdoada a pessoa que o cometeu.
Porei no fogo documentos históricos que lembrem esse incidente e qualquer outro do mesmo porte.
Ficarei completamente livre de recordações incômodas.

Não me lembrarei demasiadamente das placas, dos troféus, dos diplomas, das honrarias, dos prêmios, das coroas recebidos no percurso da minha caminhada.
Para evitar o espírito de superioridade, o nariz empinado, a empáfia, a situação de risco, a queda.
Para não provocar a inferioridade nem a antipatia alheias.
Com a ajuda de Deus, lançarei minha coleção de coroas diante “daquele que está sentado no trono e que vive para todo o sempre” (Ap 4.9).

Não me lembrarei unicamente de mim, de minhas dores, de meu sofrimento, de minhas carências, de minha posição, de meus bens.
Esse mandamento recebi de meu Pai. Ele tem me dito e repetido: “A pessoa que procura seus próprios interesses nunca terá a vida verdadeira; mas quem esquece a si mesmo terá a vida verdadeira” (Lc 17.33, NTLH).
Não me será fácil agir dessa maneira cristã, pois, como descendente de Adão, eu me lembro de tudo, menos dos outros.
Porém de hoje em diante será diferente! Que o Senhor me socorra!

Leia também